Se você já pesquisou alguma vez na vida sobre estudar Direito nos Estados Unidos, com toda certeza já se deparou com o termo LSAT, que nada mais é que um teste padronizado exigido para admissão em diversas faculdades da área no exterior. Mas qual afinal é uma boa nota no LSAT para ser aprovado nos melhores programas da área por lá?

Direito: por dentro do LSAT

É certo que a nota ideal irá variar de instituição para instituição, e por isso é importante observar as estatísticas de admissão de cada programa que te interessar. Em outros palavras, o seu nível de competitividade não irá depender apenas da sua nota no LSAT, mas também da competitividade do programa que você deseja entrar.

O que é uma boa nota no LSAT?

De modo geral, uma boa nota no LSAT varia de 120 a 180 pontos, sendo as pontuações entre 160 e 170 muito competitivas. Para ter uma noção de quanto você deverá tirar para ser admitido em determinada instituição, o segredo é buscar a pontuação média do LSAT entre os candidatos desse programa específico nos anos anteriores, informação que normalmente fica disponível no próprio site das instituições.

De acordo com o Conselho de Admissão de Escolas de Direito (LSAC), organização formada por mais de 200 escolas de Direito nos EUA, Canadá e Austrália, a pontuação média do LSAT em 2019-2020 foi de 151,88. Já em 2018-2019, a nota foi ligeiramente inferior, ficando em 150,99.

Partindo do princípio de que você ficará satisfeito com qualquer escola de Direito, a a nota mínima que você deverá ter como meta no LSAT é 150. Já se você quiser se aplicar para os TOP 25 melhores programas na área, sua meta deve subir para 160, no mínimo. Se o seu objetivo por as TOP 10 melhores escolas, esse mínimo sobe para 170.

Classificação percentual

Outro ponto importante é que os candidatos devem considerar não apenas sua pontuação bruta, mas também sua classificação percentual – ou seja, a porcentagem de participantes que tiveram um desempenho melhor no teste. Por exemplo, uma pontuação do 50º percentil seria uma pontuação melhor do que 50% de todos os participantes do teste.

boa-nota-no-lsat
Foto/Unsplash

Nas escolas de Direito mais seletivas, uma boa nota no LSAT pode ser insuficiente, visto que a admissão em faculdades da área é o processo que mais se baseia em números entre todos os programas de pós-graduação nos EUA. Nesse sentido, há uma enorme diferença, por exemplo, nos resultados de aceitação de dois candidatos com o mesmo GPA, mas com uma diferença de 10 pontos no LSAT entre um e outro.

Como calcular o GPA?

Portanto, tenha sempre em mente que obter uma pontuação máxima (ou o mais próximo disso possível) aumenta dramaticamente as chances de alguém ser admitido nas faculdades de Direito mais prestigiadas.

O LSAT, ao contrário do SAT, não é um teste em que todas as pontuações no 99º percentil são iguais. No SAT, há muito pouca diferença nos resultados de admissão de uma mesma faculdade entre um aluno que atinge 1580 e outro que atinge 1590. No LSAT, cada ponto obtido acima do 99º percentil aumenta consideravelmente as chances de aprovação nas melhores escolas.

Além disso, os oficiais de admissão dessas faculdades mais seletivas também podem considerar quantas vezes um candidato fez o LSAT. Por exemplo, um candidato que faz a prova apenas uma vez e marca 174 é muito mais impressionante do que um candidato que marca 165 na primeira tentativa e 174 na segunda tentativa.

Algumas faculdades de Direito nos EUA, como a Harvard Law School, aceitam tanto o LSAT quanto o GRE. Nesse caso, pode ser uma boa alternativa fazer a segunda opção. Se mesmo assim você optar pelo LSAT e atingir uma pontuação ligeiramente abaixo da média da sua instituição de interesse, o recomendado é estudar mais e esperar para se inscrever no próximo ano. Afinal, esses um ou dois pontos podem não parecer muito a primeira vista, mas podem fazer a diferença entre frequentar uma faculdade de Direito de menor relevância e uma faculdade posicionada entre as melhores do país e do mundo.

Só uma boa nota no LSAT é suficiente?

Geralmente não! A maioria das faculdades de Direito nos EUA tem um processo de revisão holística, o que significa que, além de pontuações de testes padronizados, também consideram currículos, notas, cartas de recomendação e declarações pessoais. Ou seja, não espere simplesmente tirar uma ótima nota no LSAT e ter acesso direto às melhores escolas do país. O restante da aplicação é tão importante quanto!

Por outro lado, sim, é possível dizer que o LSAT é o maior fator de decisão em faculdades de Direito que utilizam o teste em seus processos seletivos, inclusive até maior que o GPA.

Universidade do Intercâmbio

Agora que você já sabe o que é uma boa nota no LSAT, que tal começar a se preparar para conquistar sua aprovação em uma escola de Direito dos EUA? Quer saber como? A nossa mentoria especializada pode te ajudar com isso! Clique aqui e faça agora mesmo o seu teste de perfil! Se você por aprovado(a), iremos entrar em contato o mais rápido possível.


Rafael Cerqueira

Rafael Cerqueira

Jornalista de 26 anos que adora viajar. Baiano que já viveu em Minas, em São Paulo, em Portugal e na Argentina. Conhece 26 países e tem o sonho de conhecer muito mais. Acredita que o mundo é grande demais e o tempo muito curto pra ficarmos parados sempre no mesmo lugar.